Aqui já é Natal

O Natal já chegou. E ele não tem lista de presentes, filas intermináveis de shoppings e muito menos regras ou saldo máximo e restrito no cartão de crédito. Aqui chegou a época de agradecer, de encher a árvores de abraços, lembranças e dividir a mesa com quem a gente amou um ano inteiro.

Pra mim, o Natal chegou em outubro, com uma avalanche de amor, gentileza e gratidão. Porque Natal não é distribuir pacotes brilhantes só pra dizer às pessoas que você lembrou delas ali no fim de ano. Não. É preciso estar do lado o ano inteiro. Perguntar se está bem, dar bom dia, desejar uma semana de luz, mandar mensagem quando vê algo que a lembre. É ler um texto e encaminhar pelo zap. É dizer ao “vô” que ama e que está devendo uma visita. É acompanhar via Skype ou zap a gravidez da sua amiga e chorar porque não está ali do lado dela pra ver a barriga crescendo.

Natal não é esvaziar os armários, doar cesta básica ou ajudar a caixinha dos funcionários e depois usar as hashtags #gratidao #ajudaroproximo. É dar bom dia quando esbarra no corredor, é ter empatia pela dor do próximo, é enxergar as pessoas “invisíveis” na cidade, é orar por quem está em perigo ou nos hospitais, é passar o ano inteiro se importando com o outro. É dizer que se importa o ano todo. É doar sangue pro pai da amiga em pleno frio de agosto. É espalhar um pouco de amor, que seja doando um cobertorzinho velho pro abrigo de cães da cidade. É levar meio quilo de ração pra vizinha que abriga 25 gatos. É dar aquele copo d’água gelado pro povo da limpeza em pleno sol a pino. É oferecer a vaga da garagem para eles poderem descansar depois de devorar a marmita fria. É dar um abraço na amiga que está precisando (mesmo que você entenda que ela está é brincando com a sua cara).

Natal não é a noite de 24 dezembro, nem a manhã do dia 25 e nem a festa de família. É estar com a sua mãe em pleno domingão a tarde dividindo aquele pote imenso de sorvete só porque deu vontade. É cair na gargalhada com seu pai da troca de data e chegar ao aniversário um dia antes da festa. É rever o episódio que você mais gosta do seriado depois de fazer alguém se viciar nele e dividir essa loucura como se fosse coisa de gente normal. É repetir o filme que você gostou só pelo gosto de ter companhia para dividir essa experiência. É estender seu ombro para a amiga e abrir mão da saída só pra conversar em casa. É o raro almoço em família. É comemorar mais que aniversários: é celebrar cada conquista, cada passo dado um ano inteiro.

Natal é época de juntar aquele povo todo, uma família gigante, que mal se encontra o ano inteiro só pela vontade do abraço. É tempo de agradecer por virar mais um calendário com tudo em dia. Agradecer pela mesa farta, pelas crianças novas, pelos casos engraçados das tias e mais ainda de sobreviver a cada viagem de 800km até chegar em casa. É a hora de agradecer porque a balança da lágrimas é infinitamente menor que a dos sorrisos.

Ou seja, Natal é todo dia. É trazer para si a maior lição que Deus, Jesus, os anjos, o universo ou a natureza podem nos deixar: de que a bondade só existe onde a gente cultiva o amor.

E é isso que me propus na vida: a ter doses diárias de amor, caridade e a humildade de saber nossas limitações. Não é preciso ser um herói para espalhar coisas boas. Não preciso levar uma centena de presentes, de lembranças, de cartões e tanta coisa que preza a etiqueta para que as pessoas saibam que eu me importo. Até porque presentes são coisas raras que eu dou. Eu prefiro mandar palavras, amor, abraços e beijos.

E tem gente que entende menos ainda porque gosto tanto de abraçar. É um presente. E se eu der um conselho, uma palavra amiga e ainda um sorriso, saiba que carrega um pouco da minha amizade. E são as maiores riquezas que tenho. Os bens mais caros que possuo. E doo sem dó, pena ou apego. Cada gota de amor que eu lanço, é um dia mais colorido no universo.

E se você acha que tudo aí em cima que citei fui eu que fiz, se enganou. Boa parte é exemplo de gente que nem percebeu que o Natal está ali, o ano todo, em seus corações.

Anúncios
Aqui já é Natal

3 comentários sobre “Aqui já é Natal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s