Da criança que se perdeu

Faltam 23 dias

 

Eu queria de volta o frescor da adolescência.

Eu queria de volta a alegria da infância.

Aquele coração acelerado antes da festa de aniversário.

Eu queria que hoje já fosse 21 de outubro.

Não pelas velas. Nem para que o tempo andasse rápido, não.

Pela euforia do novo, do recomeço e a eterna esperança que algo está por vir.

Hoje eu estou dentro da concha. Fechada em mim. E detesto esses dias que nem o sol aparece do lado de fora.

– Porquê que raios me deu de fazer essa devassa na vida e rever tudo que já passou?

– Por que você é dessas, Gracielle! – uma voz grita bem alto aqui dentro

Aí eu volto a pensar naquela moleca sapeca que subia em tudo, conversava com todo mundo e nunca negava uma oferta de colo.

Eu queria voltar aos dias que a minha grande preocupação era não esquecer a mochila rosa na escola, inventar uma desculpa pra cabular a aula de educação física e organizar a caixa de lápis de cor na ordem certa.

Criança é sempre muito despreocupada porque sabe que no fim do bimestre vêm as férias. E que depois das provas vem o sol, dias de piscina e puro ócio.

Criança não pensa no que passou esse ano. Ela vive de expectativas para o fim de semana, para o passeio na casa da avó, dos brigadeiros que esperam na festinha, nas brincadeiras no quintal da Casa de Vó Nazinha.

Criança se assenta na rotina, fica feliz por repetir mil vezes a mesma programação e se sente segura com o mesmo. Eu não.

Esse “todo dia ela faz tudo sempre igual” sempre me matou por dentro. E creio que fico cada vez mais chata e ranzinza com o passar das horas sem novidades.

Queria abrir embrulhos e mais embrulhos hoje.

Eu queria ter sorrido mais no eclipse ontem.

Mas não deu. Dá licença que hoje eu fechei para balanço. E espero que a energia dos exercícios de amanhã mudem um pouco meu humor.

E até nisso eu tenho saudade da menina que fui.

Eu ria de tudo e de todos.

Hoje não. Vai ser difícil arrancar sorrisos.

Porque estou me procurando no baú de coisas tortas e pessoas com fé na vida.

Anúncios
Da criança que se perdeu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s