Manias e Esquisitices que eu tenho

Faltam 27 dias

De perto ninguém é normal, isso todos estão cansados de saber. E mais ainda que do caldeirão da normalidade eu não bebi. Diz que quanto mais velho, mais cheio de manias a gente fica. E eu tenho cá umas esquisitices que nunca entendi. Algumas sempre me acompanharam. Outras apareceram no meio do caminho. Surgiram do nada. E algumas já foram embora da minha vida.  Só sei que chego à “meia idade” com uns cacoetes pra lá de esquisitos. Bem vindo ao Esquisito Mundo da Dona Graci. Onde coisas bizarras fazem parte do meu dia a dia. E só são assim consideradas pelos olhos alheios. Há dias tento identificar essas coisas e juro que as vezes demoro para reconhece-las.

  1. A minha boca enche de água quando estouro plástico bolha.
  1. Eu só durmo bem com dois travesseiros: um para uso normal. O outro, em cima da cabeça. Sim, preciso fazer um “sanduíche de mim” pra ter uma noite tranquila de sono.
  1. E para dormir de vez, tem que ter alguma “coberta”. O ano inteiro tem uma colcha ou edredom na roupa de cama. Nem que seja pra ela cobrir só barriga, fazendo peso em cima de mim.
  1. Não consigo beber nada durante as refeições. Só o faço em último caso: se for pra aliviar a pimenta.
  1. Toda vez que como algo quente (sopas, caldos ou bebidas quentes) dá vontade de beber algo gelado
  1. Só como o feijão em cima do arroz. Detesto quando ele molha o resto da comida. Feijão no alface, então…
  1. O sorvete é um caso á parte: tem que comer e ficar bem retinho. Como o máximo pra ficar quase nada dentro da casquinha, que fica por último sempre. E ela eu como sozinha. E tem que estar crocante.
  1. Sou uma artista pra comer Bis, Bombons recheados e batom (e genéricos): cada um eu gosto de tirar a embalagem de jeito diferente. E como mais que do que quero porque tem uma técnica especial também pra comer. Tento abrir sem desfazer a embalagem. Depois, rasgo como se fosse descascar uma laranja. Na próxima é cortar na metade. As vezes como em camada: wafer, tampa e recheio. Só vendo pra entender. Ah, dobro as embalagens também de forma diferente. E me dá mais prazer esse ritual que comer a caixa toda (#prontofalei)
  1. Não consigo comer uma barra de chocolate por parte: dá um “trem” no estômago se não ficar reto. Ou seja: como linha por linha. (seria uma desculpa pra não comer só um pedaço?)
  1. Guardo todos os comprovantes de compras de débito e crédito. Principalmente em viagens. E adoro pegar vias antigas e lembrar por onde passei, o que comprei e do que comi há anos, meses ou em férias mais que antigas.
  1. Não vejo quebra-molas. E fecho os olhos todas as vezes que voo sobre um.
  1. Não posso ver placas de carro com números repetidos: faço um pedido toda vez que vejo uma placa 55. E faço disso quase um oráculo; se vejo uma 66 fico feliz, porque o pedido vai se realizar. E viro a cara quando encontro uma com 22. Mas já descobri que não sou a única doida da turma que faz isso.
  1. Tirar casquinhas dos lábios: adoro quando ela sai inteira na mão. E faço isso diariamente.
  1. Banho tem uma sequência lógica, senão me perco. Juro: se eu não seguir a ordem de limpeza, sou capaz de sair do chuveiro com a dúvida se lavei meu corpo inteiro. O mesmo vale para escovar os dentes.
  1. Não guardo roupa que acabei de tirar do corpo – cismo que tem energia demais para passar para as outras peças.
  1. A minha relação de afeto com vestidos e sapatos depende da primeira vez que uso: se a festa foi boa, vou usar aquela peça até ela andar sozinha. Se foi um desastre, tento dar uma segunda chance. Juro, já doei roupa usada duas vezes só por isso.
  1. Toda vez que pego estrada ou dirijo a um lugar que não conheço, rezo uma ladainha que inventei. Metade uma reza doida e a outra é a oração de São Jorge. Nunca me falhou!
  1. Toda vez que viajo, marco o lugar num mapa. E nunca descobri porque faço isso. E nem quando fiz a 1ª vez.
  1. Aprendi com meu pai setorizar a comida na geladeira. Cada bandeja, um tipo de refeição ou alimento.
  1. Se a vaga é à esquerda, paro de frente. Se fica à direita, paro de ré. Só descobri isso há duas semanas
  1. Só viajo com um tercinho na bagagem de mão. E ele me acompanha aonde for nos destinos.
  1. Detesto cerveja com colarinho fino. Acho que o sabor muda se não tiver espuma.
  1. Não consigo programar alarme para hora cheia (12h00, 12h30, 12h35). Ele desperta sempre em horários estranhos. E o intervalo entre um e outro também. Atualmente ele toca ás 06h11 e repete a cada 8 minutos.
  1. Toda vez que conheço alguém, repito o nome 4 vezes na minha cabeça pra não falar errado e nem em esquecer
  1. Detesto parar na mesma vaga mais que duas vezes seguidas.
  1. Não faço o mesmo caminho mais que quatro vezes na semana
  1. Não consigo usar a mesma cor do esmalte nas mãos e pés
  1. Sempre deixo um resto no copo que estou bebendo. E em cantos improváveis da casa
  1. Não consigo explicar minha lógica para organizar CDs, DVDs e livros. E eles têm um padrão de (des)organização
  2. Adoro criar pastas e subpastas de arquivos no computador
  1. Adoro matar baratas, pisar em besouros e folhas secas. Tudo que seja “crocante” ao pisar.
  1. Comer coisas crocantes também dão o mesmo prazer. Adoro ouvir o barulho da comida. E se alguém tiver comendo algo que faça “croc”, vou querer também. Só para sentir o “trem” quebrando entre meus dentes
  1. Fazer listas. Tenho manias de listas (malucas ou não) e prazer em cortar ou colocar “check” em cada item delas
  1. Toda vez que entre em um lugar pela primeira vez, vou com o pé direito
  1. Não consigo pisar em linhas no chão ou divisões de pedras e pisos
Anúncios
Manias e Esquisitices que eu tenho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s